Carregando...
 

MPCO questiona prefeitura sobre cachê de R$ 1 milhão para Gusttavo Lima e R$ 700 mil para Safadão

Postado em 20 de Março de 2018 ás 15:11

Reprodução:Google         

 

O Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO) requisitou da Prefeitura de Serra Talhada, no sertão de Pernambuco, a cópia dos processos de inexigibilidade de licitação para a contratação de cantores da "Festa Setembro 2022". A procuradora Germana Laureano, do MPCO, quer avaliar as "justificativas para as contratações, instrumentos contratuais, termos aditivos, notas de empenho e ordens de pagamento".


Os cachês totais já divulgados pela Prefeitura de Serra Talhada somam R$ 3.366.500,00 (três milhões trezentos e sessenta e seis mil e quinhentos reais). Gusttavo Lima receberá R$ 1 milhão de cachê por uma apresentação para a Prefeitura em 7 de setembro. Wesley Safadão, na mesma festa, receberá R$ 700 mil por outra apresentação em 4 de setembro. 


Os cachês foram divulgados no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (11). 


Além dos processos administrativos pelos cachês dos cantores, o MPCO também requisitou informações sobre as "demais despesas previstas para serem custeadas pelos cofres públicos municipais, ou já custeadas, que sejam relacionadas à realização do evento denominado Festa de Setembro 2022, tais como serviços de montagem e desmontagem de estrutura, palco, som, iluminação etc".


Verificação


Germana Laureano quer avaliar se o município sertanejo está cumprindo as obrigações sobre a "atual situação previdenciária municipal, notadamente comprovação do regular repasse das contribuições devidas ao RGPS e ao RPPS, bem como evidências de regular pagamento do funcionalismo público municipal, demonstrativos de aplicação de recursos nas ações e serviços públicos de saúde e na manutenção e desenvolvimento do ensino durante o exercício corrente". 


Segundo o MPCO, em outras ocasiões, o órgão defendeu que prefeituras, que não recolheram a previdência e que não estão com a folha salarial dos servidores em dia, não podem realizar festas públicas com altos cachês para artistas. 


Em maio, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) de Pernambuco, por medida cautelar, cancelou a realização de festividades no Município de Bom Conselho, alegando que a cidade não estava com as contas em dia. O rei do piseiro, o cantor João Gomes, iria receber R$ 350 mil na ocasião. 


RECOMENDAÇÃO


O MPCO também fez uma recomendação à prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado (PT), para não ocorrer a promoção pessoal de agentes políticos e candidatos na festa, inclusive no palco. A preocupação é o uso eleitoral da festa. 


A procuradora Germana Laureano expediu recomendação para "que, ao ensejo do evento intitulado “Festa de Setembro 2022”, previsto para ocorrer nessa Municipalidade nos próximos dias 4 a 7 de setembro, não seja realizada nenhuma referência, por parte de quem quer seja, nem mesmo pelos artistas contratados, a agentes políticos, nem mesmo à Chefe do Poder Executivo Municipal, tampouco convidadas tais figuras públicas para o palco, dada a possibilidade de tais ações caracterizarem conduta vedada no art. 73 da Lei Federal 9.504/97". 


A prefeita Márcia Conrado terá o prazo de cinco dias para responder ao ofício do MPCO. 


CPI DOS SERTANEJOS


Os altos cachês de cantores por parte de prefeituras do interior viraram polêmica nacional, chamada de CPI dos Sertanejos. 


Em junho, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, determinou a suspensão da Festa da Banana de Teolândia, na Bahia. Estava marcado na cidade o show do cantor sertanejo Gusttavo Lima. Só no cachê do artista, a Prefeitura de Teolândia pagou na época R$ 704 mil.


Em julho, a Justiça do Amazonas acatou o pedido do Ministério Público e suspendeu o show do cantor Wesley Safadão na cidade de Tabatinga. A cidade, que fica 1.110 km da capital do Amazonas, iria retirar R$ 700 mil dos cofres da Prefeitura para bancar o cachê do artista para ser atração especial na 8ª edição do Festival Internacional de Tribos do Alto Solimões (Festisol).


 

Gusttavo Lima e Wesley Safadão agora estão contratados para se apresentarem em Serra Talhada, no interior de Pernambuco.


FONTE: FOLHA DE PERNAMBUCO

      

Rua Historiador Luíz Wilson Sá Ferraz, 97
Pesqueira, Pernambuco, Brazil
@novaliderfm
Ligar (87) 3835-1788
BAIXE O APP DA NOVA LIDER
© Rádio Nova Lider FM. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por rodrigoti